Tipos de pincel para pintura: tudo o que você precisa saber

É muito comum para aqueles que estão começando no mundo da pintura, ao entrarem em uma loja para comprar os principais materiais para pintar, depararem-se com uma infinidade de pincéis com designs e tamanhos diferentes, ficando confusos, sem saber qual levar.   

É certo que a qualidade de uma pintura está intimamente ligada com o tipo de material utilizado no processo de criação artística. Não obstante, para cada tipo de pintura existe um tipo de pincel com suas especificidades e particularidades.

Hoje existe uma grande variedade de pincéis no mercado, de tamanhos e modelos diversos. Pincéis com cerdas naturais, pincéis de pelo sintético, pincéis finos, redondos e chatos são algumas nomenclaturas que você precisa aprender se quer se aventurar no mundo da pintura e conseguir um melhor acabamento para as suas obras.

Pensando nisso, no post de hoje, a equipe Acrílicos Centauri, vai te ensinar um pouquinho sobre este vasto mundo da pintura, apresentando os principais tipos de pincéis e suas particularidades. 

Ficou curioso? Então, não deixe de ler o post!

Anatomia de um pincel: quais suas principais partes?

Um pincel é constituído de três partes elementares, a saber: cabo, ferrolho e cerdas. Vejamos as particularidades de cada uma delas.

Cabo 

Ao que concerne ao cabo do pincel podemos encontrá-lo tanto em madeira quanto em plástico. No entanto, cabos de madeira são sempre recomendados, uma vez que são mais resistentes e de maior qualidade. Em relação ao tamanho do cabo, comumente, encontramos cabos mais longos, que são utilizados em pinturas, nas quais o movimento das pinceladas do artistas são mais relevantes. 

Já os cabos mais curtos são ideais quando a área a ser pintada é menor, o que requer maior precisão, ou ainda, quando  a pintura requer um trabalho mais próximo do suporte como normalmente ocorre com pinturas acrílicas.

Ferrolho

O ferrolho é a parte do pincel que se faz de elo entre o cabo e as cerdas, geralmente é construído em metal. Quando o ferrolho está enfraquecido, a qualidade do pincel é posta em xeque, uma vez que a sua estrutura fica comprometida.

Cerdas

As cerdas são classificadas como a parte mais importantes do pincel, uma vez que é através delas que a pintura é transposta à tela, além disso são as cerdas que conferem ao pincel o seu alto ou baixo valor de compra. Hoje podemos encontrar no mercado pincéis com cerdas sintéticas ou in natura

Em linhas gerais, cerdas naturais são melhores, pois têm maior capacidade de reter a tinta na ponta do pincel. Nesta categoria de cerdas encontramos as de pêlo de Marta, que nada mais são do que cerdas formadas a partir dos pêlos retirados das caudas de esquilos Marta. Tais cerdas entregam pinceladas mais flexíveis e seguram mais tinta, facilitando aquelas pinceladas mais carregadas e longas.

Ainda podemos encontrar no mercado cerdas de porco, ótimas para pinturas com tinta a óleo e ainda cerdas de gambá, cabra e boi, ideais para pintura com tinta aquarela.

Encontramos ainda as cerdas sintéticas, muito duráveis e que podem entregar um ótimo resultado. Nesta categoria, temos as cerdas de nylon que são ideais para tintas acrílicas, uma vez que limitam com maior precisão as bordas mais ásperas. Além disso, pincéis com pelos sintéticos tendem a ser muito baratos e mais resistentes do que os de pêlos naturais.

Sobre as pontas dos pincéis

Existem vários tipos de pontas de pincéis e cada uma visa atender uma especificidade de pintura, vejamos:

Imagem mostrando apenas a ponta de diversos pincéis sobre uma madeira

Pincéis de ponta redonda

Ótimos para aquelas pinturas que exigem retoques e contornos finos e precisos, como as lavadas.

Pincéis com ponta chata

Uma vez que não seguram muita tinta, são ideais para pinceladas curtas e comedidas, como aquelas que feitas nos fundos de tela.

Pincéis com ponta em leque

Muito usados para fazer esbatimentos e esmalte, e para dar efeitos únicos à obra. Não seguram muita tinta, logo, o seu uso é bem restrito, de modo que muitos artistas sequer os usam.

Pincéis língua de gato

Ótimos para esbatimentos e pintura figurativa, estes pincéis podem ser encontrados com cerdas longas, médias e curtas.

Pincéis com ponta plana

Uma vez que seguram uma grande quantidade de tinta, são ideais para as primeiras camadas de tinta bem como para pintar áreas de maiores extensões.

Tamanhos dos pincéis de pintura

São inúmeras as variedades de tamanho sob as quais podemos encontrar um pincel. Os tamanhos são indicados através de números que variam progressivamente: 1,2,3,4 etc. Assim, quanto maior o número maior o tamanho do pincel. 

Mesa com dois porta pincéis cheios ao lado de potinhos de tinta coloridos

No entanto, algumas marcas só fabricam pincéis com tamanhos de número par, portanto, quanto mais se decresce na escala numérica menor o pincel e quando mais se ascende maior o pincel.

Tipos de pincéis e tipos pintura

Como vimos a escolha de um pincel afeta diretamente no resultado de uma pintura. Nesse sentido, para cada especificidade de pintura alinha-se um tipo de pincel. 

Mão segurando pincéis de diversos tamanhos

Pintura aquarela

Pinturas com aquarela possuem melhor acabamento quando se utiliza um pincel de cabo curto com cerdas que absorvam a tinta. Nesse sentido, pincéis com pêlos Marta, uma vez que encharcam-se de tinta, são uma ótima opção para esse tipo de pintura. Além disso, as cerdas de esquilo dobram de tamanho com um pouco de fricção o que possibilita pinceladas mais grossas.

Paleta de tintas aquarela sobre pintura com aquarela

Pintura acrílica

Como tintas acrílicas possuem solvente, podem facilmente danificar pincéis de pêlos naturais, portanto, as opções sintéticas são melhores para este tipo de pintura. As cerdas em nylon são bem resistentes e macias o que pode trazer maior conforto as pinceladas, além disso são responsivas a traços fortes e precisos.

Pincel e potinho de tinta acrílica sobre pintura

Pintura a óleo

Como as pinturas a óleo são passíveis de asperezas, não raro, artistas que fazem pintura a óleo optam por pincéis com cerdas naturais como as de gambá e de boi, pois trazem um acabamento mais delicado, no entanto entregam pinceladas mais uniformes.

Pincel fazendo desenho com tinta à óleo

Gostou do post? Esperamos que agora você tenha entendido um pouco mais sobre as especificidades dos pincéis e possa escolher com maior propriedade o melhor para suas pinturas. Para mais conteúdos informativos como esse, não deixe de acompanhar o nosso blog, aqui as nossas postagens são semanais.

Nos vemos na próxima.

Leave a Reply