Como organizar guarda-roupa: 5 dicas funcionais e essenciais

Com tantas tarefas acumuladas e essenciais para a limpeza e organização de nossa casa, é muito comum que alguns móveis sejam deixados de lado. Afinal, considerando que a bagunça não fica visivelmente exposta, “o que os olhos não veem o coração não sente”, não é mesmo?

Bem, mas a verdade é uma só, quanto mais procrastinamos a limpeza e organização mais a sujeira se instala e o caos se forma. Lembrou de alguma baguncinha por aí? É, minha gente, o acúmulo de roupas desorganizadas e artigos espalhados de forma desordenada é a realidade de muita gente.

Às vezes nem é devido à preguiça ou por falta de coragem, sabemos que a correria do dia a dia nos leva a dar prioridade para algumas tarefas em detrimento de outras. O grande problema é que com o acúmulo de desorganização de nosso guarda-roupa fica cada vez mais difícil colocá-lo em ordem.

Mas calma que tem solução. Com as dicas e os equipamentos certos, até mesmo aquele guarda-roupa mais desorganizado pode ganhar novos ares e ficar mais prático e funcional para o seu dia a dia. Vamos lá?

1. Desapegue do que não te serve mais

Antes de organizar um guarda-roupa propriamente dito, é preciso saber o quanto de espaço se tem à disposição. Mas, quando acumulamos desenfreadamente roupas e acessórios que não temos nenhuma pretensão de uso, acabamos por minar os nossos espaços com aquilo que não tem tanta relevância assim.

Logo, se pretende começar a organizar o seu guarda-roupa, é preciso ser objetiva e funcional. Separe todas aquelas peças de roupas que você não usa mais, bem como acessórios que você acha que não combinam mais com você.

Você pode utilizar como critério de desuso o seu estilo e até mesmo a serventia das peças. Se as roupas não te servem mais, não é preciso pensar duas vezes no desapego. Mas, pode acontecer do bom senso ser deixado de lado pelo apego sentimental que você tem por alguma das peças.

Aqui, talvez o maior critério para saber se deve ou não se desfazer de alguma peça é o tempo. Se já faz cerca de 5 meses que você não usa a peça ou acessório, pode ter certeza que não é agora que você vai usar.

Comece organizando as roupas e acessórios em montinhos de doação e descarte. Peças rasgadas e muito desgastadas não são passíveis de serem doadas, então, o melhor mesmo é jogá-las no lixo. E aqui vale também para aqueles cosméticos e produtos de maquiagem que você vem colecionando a embalagem há um tempo: desapegue-se!

Roupas que já não cabem no seu corpo, mas estão em um bom estado de conservação podem ser colocadas na pilha de doação, assim você pode praticar um gesto nobre e, de quebra, já mantém o seu guarda-roupa organizado.

2. Faça uma boa limpeza

Após retirar tudo do guarda-roupa e manter somente o que é essencialmente necessário, uma boa organização vem precedida de uma boa limpeza. Então, não tem jeito, é preciso colocar a mão na massa.

Faça uma higienização nos compartimentos com um pano úmido para tirar o excesso de sujeira e em seguida passe um pano seco para evitar que o móvel retenha água. O importante é manter tudo limpinho para receber a nova disposição de seus artigos e roupas.

3. Delimite os espaços de cada objeto

Roupas, acessórios e cosméticos separados, lixo descartado e limpeza em dia, agora já podemos delimitar os lugares de cada objeto. Definir uma gaveta diferente para as meias e roupas íntimas, camisetas, calças e shorts é uma forma de garantir que cada peça de roupa tem o seu lugar específico que deve ser mantido.

Se prefere que as camisas fiquem nos cabides para não amassarem, perfeito. Delimite, então, em qual partição do guarda-roupa ficarão. Uma dica simples e funcional é manter jaquetas e camisas de manga longa separadas das camisas de manga curta, assim o seu guarda-roupa se torna mais funcional ao longo do dia.

E não se esqueça, as roupas de cama também merecem um lugar especial em seu móvel, de preferência um lugar único e fixo também, que você possa se reportar sempre que for necessário.

4. Opte pela padronização dos cabides

Quando utilizamos cabides assimétricos, podemos perder em visibilidade, considerando que algumas peças de roupa, colocadas em cabides mais baixos, ficarão escondidas pelas roupas dispostas em cabides mais altos.

Além disso, é comum dispor no guarda-roupa cabides de diferentes tamanhos e cores para organizar as peças de roupa, não que isso seja errado, mas dependendo da estética que você pretende trazer ao seu quarto, talvez a assimetria e a diferença de cores acabe destoando da Arte & Décor do ambiente.

Nesse sentido, para fins de organização e estética, opte por cabines do mesmo tamanho e de cores neutras. Cabides pretos, por exemplo, combinam com praticamente todos os estilos, do clássico ao moderno, e os em acrílico translúcidos conferem ao ambiente um ar de limpeza e minimalismo.

5. Use e abuse de organizadores

A organização requer o uso de elementos que possibilitem uma disposição mais seletiva, funcional, prática e esteticamente agradável. O que queremos dizer é que, na hora de organizar um guarda-roupa, organizadores que permitem o fácil acesso aos objetos e que conversem com a estética do seu quarto são essenciais.

Por isso, para guardar os seus acessórios e cosméticos, nada melhor do que caixas organizadoras. No mercado você as encontra em vários tamanhos e cores, sobretudo as de plástico.

Mas, para aqueles que querem artigos mais versáteis e fáceis de combinar com qualquer estética, os organizadores em acrílico são perfeitos. Além de serem encontrados em vários tamanhos, os organizadores em acrílico ainda contam com várias repartições, a depender do artigo que se quer guardar.

E não se engane, a estética mais clean é capaz de trazer um ar mais moderno para o seu quarto e uma pegada de maior zelo. Além disso, são tão perfeitos que podem ser utilizados para guardar a sua coleção de óculos, relógios, anéis, brincos, colares e, claro, as suas maquiagens.

Aproveite para conferir nossas dicas de como organizar maquiagem de forma prática e eficiente!

O maior benefício dos organizadores em acrílico é a possibilidade de prever os objetos sem precisar abrir o componente a todo momento e até mesmo ficar tentando puxar na memória o local exato do objeto em questão, o que por si só já justifica os seus usos.

Prontinho! Com essas 5 dicas, você já pode começar os trabalhos e trazer maior organização ao seu guarda-roupa. Se gostou do post, você vai adorar as demais publicações aqui no blog. Dicas funcionais de Arte & Décor estão à sua espera.

Até a próxima!

Leave a Reply